AbstractsBiology & Animal Science

Carbon budget in a temperate estuary salt marsh. Influence of temperature increase in carbon sequestration

by Thiago Drumond Couto




Institution: Universidade de Coimbra
Department:
Year: 2014
Keywords: Sequestro de carbono em sapal; Influência do aumento da temperatura no acúmulo de carbono
Record ID: 1323832
Full text PDF: http://hdl.handle.net/10316/24451


Abstract

Devido ao aumento do uso de combustíveis fósseis pelo homem desde que começou a atividade industrial, o mundo tem sofrido com o aumento do CO2 atmosférico e com o aumento da temperatura. Zonas húmidas costeiras, como os sapais são excelentes acumuladores de carbono, pois retiram CO2 da atmosfera, que se acumula nos tecidos das plantas. Modelos ecológicos têm sido utilizados para tentar entender quais os resultados de impactos antropogénicos numa escala global. O aquecimento global pode ameaçar áreas de sapal nomeadamente, por exemplo, através do aumento do nível do mar. O presente trabalho, realizado no sapal do estuário do rio Mondego, localizado na costa Atlântica de Portugal, teve os seguintes objetivos principais: 1. Comparar mudanças sazonais e funções associadas aos diferentes mecanismos fotossintéticos de três espécies de plantas de sapal (Scirpus maritimus, Spartina maritima and Zostera noltii) no estuário do Mondego e avaliar as implicações na sua capacidade de acumular carbono. 2. Com recurso à análise dos isótopos estáveis de carbono, avaliar as concentrações de carbono no sedimento, assim como em folhas, caules e raízes de três espécies de plantas de sapal do estuário do Mondego, considerando suas diferenças metabólicas, e olhando para tecidos e sedimento como diferentes compartimentos, com distintas capacidades para armazenar carbono. 3. Avaliar, através de um modelo, como o aumento da temperatura influencia o crescimento vegetal e quais os feitos com respeito ao armazenamento de carbono nos tecidos foliares das três espécies de plantas selecionadas. Simultaneamente, avaliar se a taxa de sedimentação nas áreas ocupadas por cada espécie conseguirá acompanhar a subida do nível do mar. Em função destes objetivos, a tese foi estruturada em três capítulos, sendo os principais resultados referidos a seguir de forma sucinta. No tocante ao capítulo 1 - Use of PSII photochemistry to evaluate salt marsh plants carbon storage in a temperate Atlantic estuary - o trabalho desenvolvido permitiu verificar que os valores de biomassa radicular foram maiores do que os valores foliares e do caule juntos, ocorrendo geralmente os valores mais altos nas estações mais quentes, com os valores de carbono e pigmentos a seguirem a mesma tendência. Spartina martima mostrou altos valores de atividade do fotossistema II (PSII) máximo e operacional e também altos valores de rETR (taxa relativa de transporte de eletrões) durante a maior parte do ano. Scirpus maritimus mostrou altos valores de sequestro de carbono apenas numa janela temporal reduzida, enquanto as características fotoquímicas de Spartina maritima e Zostera noltii permitem que estas espécies absorvam carbono ao longo de todo o ano. No tocante ao capítulo 2 - Salt marsh plants carbon storage in a temperate Atlantic estuary illustrated by a stable isotopic analysis based approach - os resultados obtidos permitiram verificar que as proporções de carbono variaram de 27 a 39%, em S. maritimus e S. Maritima, e entre 30 e 39% em Z. noltii. S. maritimus teve a maior produção…